Metodologias participativas e mobilização psicossocial

O oitavo livro da série “Gênero, sexualidade e direitos humanos” do Laboratório de Estudos da Sexualidade Humana (LabESHU) aborda temas relacionados à promoção da saúde, combate à violência sexual e de gênero, além de metodologias participativas de mobilização comunitária. O livro está organizado em três partes: Saúde e governamentalidade; Violência sexual e gênero; Metodologias participativas. A linha de argumentação que quisemos empreender ao produzir esse arranjo foi a de permitir pensar os determinantes socioculturais de saúde/doença e de violência que precisam ser considerados para o êxito das ações de promoção de cidadania e saúde. A grande marca das metodologias participativas, em especial as inspiradas nos escritos de Paulo Freire, é a de politizar a emergência de agravos e violações, que passam a ser entendidos como produções sociais. Ao mesmo tempo, apontam para o caráter de precariedade da vida humana, da extrema vulnerabilidade dela, mostrando a necessidade de “outros” (humanos e não humanos) como condição de existência no mundo e de produção de bem-estar social e pessoal. São modos de fazer interferências no curso da vida social de sujeitos em coletividades com a finalidade de produzir conscientização por meio do diálogo.

Clique aqui e baixe o livro completo!

Visite o LabESHU

Premiação